quinta-feira, 8 de outubro de 2015

A HOMOSSEXUALIDADE NÃO É O VERDADEIRO PROBLEMA

A HOMOSSEXUALIDADE NÃO É O VERDADEIRO PROBLEMA
Pergunta : Sou um homossexual Católico: Voce pode me ajudar a sair dessa minha confusão?
A primeira coisa é que você deve dar o fora do seu Catolicismo; essa é a verdadeira confusão.
Homossexualidade não é um problema tão grande, na verdade, não é absolutamente um problema. Faz parte da liberdade humana.
Não há nada de errado se duas pessoas escolhem um certo tipo de relacionamento sexual; isso não é da conta de ninguém.
Mas os padres e os políticos estão se metendo em tudo! Eles criam desnecessariamente culpa em você.
Se dois homens estão apaixonados, o que há de errado nisso? Que dano eles estão causando um ao outro? De fato, eles parecem mais felizes do que os heterossexuais; eis porque eles são chamados de “gay”. Isso é estranho: Nunca vejo lésbicas alegres; elas parecem tristes, elas parecem muito sérias; mas os homossexuais sempre parecem muito alegres, muito doces, realmente um mel.
Lésbicas não parecem muito felizes. Alguma coisa está faltando e esse algo parece ser que elas não podem torturar uma a outra. Elas entendem uma a outra perfeitamente bem e devido a que elas se entendem muito bem não resta mais nenhum mistério.
O homem vive na cabeça, a mulher vive no coração. O coração pode alegrar-se somente quando há alguma coisa muito misteriosa, algo como um koan: O ganso na garrafa. Nem a garrafa pode ser quebrada nem o ganso pode ser morto, e ele precisa ser retirado da garrafa.
O coração gosta do misterioso; a cabeça não está interessada no misterioso, ela está interessada na confusão, no enigmático.
Qualquer enigma, qualquer confusão, e a cabeça fica interessada. A abordagem da cabeça é lógica.
Portanto, a homossexualidade não é um problema. Devemos começar a olhar para os verdadeiros problemas e não devemos nos preocupar com problemas irreais. Existem problemas reais para serem resolvidos.
E esse é um truque da mente humana: criar problemas irreais para que vocês se ocupem com eles enquanto os problemas reais continuam crescendo.
E essa é uma antiga estratégia: políticos, sacerdotes, os assim chamados líderes religiosos prosseguem dando a vocês pseudo-problemas para resolver para que vocês fiquem ocupados com o pseudo.
Para um homem, a mulher é misteriosa; para se conectar com uma mulher ele precisa ir para o coração e ele vive na cabeça. Dessa forma a mulher é sempre um problema. Ele não pode entendê-la, ele não pode explicar o que está acontecendo, nem ele pode explicar isso à distância. Ele precisa viver com um mistério e isso é algo desagradável; está além de seu alcance.
Mas com outro homem as coisas são simples; ambos são lógicos. Eles entendem a linguagem, eles entendem a lógica, eles entendem matemática, cálculos. No máximo o homem é apenas uma nova questão a ser resolvida... não um mistério a ser vivido, mas uma questão a ser resolvida; um problema que pode ser resolvido, o qual não é impossível de solucionar. Isso os mantém interessados, isso os mantém intrigados. Dessa maneira, vejo os homossexuais parecerem alegres. As lésbicas parecem muito tristes.
E mais uma coisa acontece: homossexuais se tornam mais femininos e eles começam a ter uma certa beleza, uma certa “beldade” neles, uma certa redondeza, uma graça. As lésbicas se tornam másculas, ela começa a perder sua graça feminina; e ela fica masculina, agressiva, dura. Dessa forma, se você fosse uma mulher isso seria um problema e eu o ajudaria a sair fora disso. Mas você é um homem. Porque se incomodar? Porque fazer tanto de uma coisa simples? Se você está desfrutando um relacionamento com um homem. Desfrute-o!
O problema em si mesmo é insignificante, o problema não é absolutamente um problema, mas quanto barulho tem sido feito através dos tempos sobre a homossexualidade! Existem países onde as pessoas são até mortas por causa de atos homossexuais, assassinadas, condenadas à prisão pelo resto de suas vidas. Mundo estranho! Esse é o mundo do século vinte e um? Homossexualidade não é um problema de jeito nenhum; existem milhares de problemas reais para serem resolvidos. Mas o homem precisa ser mantido ocupado com brinquedos.
Meu esforço é retirar toda sua atenção dos brinquedos para que você possa se concentrar nos problemas reais da vida; e se você se concentrar nos reais problemas da vida eles podem ser resolvidos.
Agora, não vejo como a homossexualidade se torna um problema. O único problema é o seu Catolicismo...
Esse é o problema real!
Surge de seu catolicismo. E quando digo saia de seu Catolicismo. Quero dizer saia fora de todo tipo de ideologias estúpidas e comece a viver a vida como se você fosse Adão e Eva; o primeiro homem sobre a terra, a primeira mulher sobre a terra.
Comece renovado, a partir do nada.
Leve a vida tão facilmente quanto possível. Mas as pessoas não me entendem. Digo para eles, “A vida é um mistério. Ela não é para ser resolvida, mas para ser vivida”.
E alguém me perguntou, “Osho, entendi você dizer; “A vida é uma miséria, não para ser resolvida, mas para ser vivida" . Isso é problema seu, para mim é um mistério, não para ser resolvido, mas para ser vivido, porém você pode ouvir isso como uma “miséria”.
Não crie problemas desnecessários para você, assim toda sua energia pode ser concentrada no problema essencial.
E o problema essencial é apenas um: Conhecer a ti mesmo.

Osho, The Goose Is Out, Discurso


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...